Morosil 500 mg 30 Cápsulas

Suplemento natural derivado do extrato seco da laranja vermelha Moro, com excelente ação antioxidante, diurético e para redução do peso corporal, de medidas e da celulite.

R$ 99,00

19 em estoque

COD - 10598 Categoria

Descrição

Morosil é um extrato seco natural obtido a partir do suco de laranjas vermelhas moro, cultivadas em torno do vulcão Etna, na Sicília (Itália), com elevada concentração de vitamina C e poderosa ação antioxidante, muito superior a outras frutas cítricas. Estudos comprovaram que este extrato auxilia na redução da gordura abdominal por conter a antocianina específica C3G, importante aliada na redução de medidas e do peso corporal. Ele modifica o metabolismo das gorduras no organismo, além de proteger as funções hepáticas, reduzir os níveis totais de colesterol e triglicerídeos e aumentar a resistência do organismo à insulina.

Informação adicional

Peso0,025 kg
Dimensões16 × 11 × 6 cm

Informações Importantes

Benefícios

Auxilia no emagrecimento Reduz medidas e gorduras Reduz a celulite Reduz os níveis de colesterol e triglicerídeos

Modo de usar

Tomar uma cápsula ao dia

Formulação

Morosil 500mg,

Advertências

1. Nunca compre medicamento sem orientação de um profissional habilitado. 2. Imagens meramente ilustrativas. 3. Pessoas com hipersensibilidade à substância não devem ingerir o produto. 4. Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda- se descontinuar o uso e consultar o médico. 5. Não use o medicamento com o prazo de validade vencido. 6. Manter em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteger da luz, do calor e da umidade. Nestas condições, o medicamento se manterá próprio para o consumo, respeitando o prazo de validade indicado na embalagem. 7. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças. 8. Este medicamento não deve ser utilizado por menores de 18 anos sem orientação médica. 9. Este medicamento não deverá ser partido ou mastigado. 10. Siga corretamente o modo de usar. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação médica. 11. “SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO”